Últimas Notícias

Publicada em 08/02/2013 - 08h20
Por Francisco Alves

Velório do ex-vereador Emídio Reis é marcado por comoção e tristeza

Escoltado pela Policia Militar e acompanhado por centenas de carros e motos, ele foi levado até a sede do município.


publicidade


Fotos: Cleiton Jarmes Velório do ex-vereador Emídio Reis é marcado por comoção e tristeza Velório de ex-vereador Emídio Reis

Sob muita comoção e tristeza, o corpo do ex-vereador Emídio Reis da Rocha chegou ao povoado Mandacaru, no município de São Julião por volta das 16h40, onde foi recebido por uma multidão. Escoltado pela Policia Militar e acompanhado por centenas de carros e motos, ele foi levado no carro do Corpo de Bombeiros até a sede do município.

O caixão de Emídio Reis, que se encontrava lacrado, foi encoberto por duas bandeiras: a do seu partido, o PMDB; e a do seu time do coração, o Fluminense (RJ). Familiares, correligionários, políticos de toda a região, bem como populares se aglomeravam para participarem o mais perto possível do cortejo fúnebre.

No trajeto, uma parada em frente à sua antiga residência, à Rua Leopoldino Rocha; em seguida uma passagem rápida pela Câmara Municipal dos Vereadores de São Julião, onde foi realizada uma Sessão Solene em sua homenagem. Em seguida o corpo do ex-vereador foi conduzido à igreja matriz de Nossa Senhora da Conceição onde foi realizada pelos padres Antônio Mendes e Wagner Carvalho a Missa de Corpo Presente.

Durante toda a missa era lembrado o homem que foi Emídio Reis da Rocha, com destaque para sua luta pela democracia e o seu jeito simpático de ser. “Emídio Reis era um homem inteligente, gostava de poemas e poesias, e um dos seus atos mais lembrados são os discursos e os seus calendários que sempre distribuía”, relembrou o jovem padre Wagner Carvalho.

Ao final da Missa, uma das filhas de Emídio Reis, Caroline Sá, fez uso da palavra, bastante emocionada e com a voz embargada relembrou seu pai com bastante carinho e aos prantos citou no final uma das frases do cantor preferido do político, Raul Seixas, que diz: “sonho que se sonha só, é só sonho; mas sonho que se sonha junto, se torna realidade”.

Já próximo das 19h, o corpo do ex-vereador foi levado ao Cemitério Sede, onde foi sepultado. Emídio Reis da Rocha, 51 anos, era bacharel em direito e trabalhava há 26 na empresa Eletrobrás. Ele deixa três filhos: Raul, Caroline Sá e Andressa Sá.


Fonte: Com informações do Piauí em Foco

Avaliação:

publicidade