Últimas Notícias

Publicada em 09/10/2013 - 06h52
Por Francisco Alves

Se estivesse vivo John Lennon completaria nesta quarta, 73 anos

O artista teve sua história terminada aos 40 anos, quando foi assassinado em 1980. Sua mensagem permanecem até os dias atuais.


publicidade


Se estivesse vivo John Lennon completaria nesta quarta, 73 anos John Lennon, o mais famoso dos Beatles

No dia 09 de outubro de 1940 nascia John Winston Lennon (John Lennon), o mais famoso dos Beatles. Se estivesse vivo, estaria completando 73 anos hoje. Mas teve sua história terminada aos 40 anos, quando foi assassinado em 1980. Sua música, sua mensagem, sua imagem e influência, porém, permanecem até os dias atuais.

John Lennon ganhou notoriedade mundial como um dos fundadores do grupo de rock britânico The Beatles. Na época da existência dos Beatles, John Lennon formou com Paul McCartney o que seria uma das mais famosas duplas de compositores de todos os tempos, a dupla Lennon/McCartney. 

O artista era polêmico 

No dia 4 de março de 1966, durante uma entrevista de John Lennon para o London Evening Standard, feita pela jornalista Maureen Cleave, trouxe muita polêmica a respeito do Cristianismo. John disse: "O Cristianismo vai desaparecer. Vai diminuir e encolher. Nós, Beatles, somos mais populares do que Jesus neste momento. Não sei qual vai desaparecer primeiro - o rock and roll ou o Cristianismo. Cristo não era mau, mas os seus discípulos eram obtusos e vulgares. É a distorção deles, que estraga o Cristianismo para mim."

» Siga-nos no Twitter

» Curta nossa Fan page no Facebook

O cinturão bíblico norte-americano reagiu queimando os álbuns dos Beatles em praça pública. Várias estações de rádio baniram as canções dos Beatles.

Em 18 de agosto do mesmo ano, John Lennon deu uma conferência a imprensa em Chicago dizendo: "Se tivesse dito que a televisão era mais popular do que Jesus, ninguém teria ligado. Não sou anti-Deus, anti-Cristo ou anti-religião. Não estou dizendo que sejamos melhores ou maiores, ou a comparar-nos a Jesus Cristo como pessoa ou Deus ou seja o que for. Disse o que disse e estava errado - ou fui interpretado erroneamente." Depois de passados 42 anos de sua afirmação, Lennon foi perdoado pelo papa Bento XVI em 2008.

Ativismo político

A gravação da canção "Give Peace a Chance" em 1969 contra a Guerra do Vietnã marca a transformação de Lennon em um ativista antiguerra. Foi o começo de um processo que culminou em 1972, quando a administração do presidente norte-americano Richard Nixon tentou deportá-lo dos Estados Unidos.

Em 1971, John Lennon cantou no concerto Free John Sinclair em Ann Arbor. Sinclair era um ativista antiguerra preso por dez anos por portar dois cigarros de maconha. John Lennon e Yoko Ono apareceram no concerto assim como Stevie Wonder e outros músicos, mais os ativistas radicais Jerry Rubin e Bobby Seale dos Panteras Negras.

Em 1972, John deu entrevista ao Mike Douglas Show, falando contra a Guerra do Vietnã. Nixon deixou a Casa Branca após o escândalo de Watergate. Em 1975, John Lennon conseguiu finalmente seu green card. Após sua morte em 1980, o FBI admitiu tê-lo investigado. Até hoje a memoria de Lennon permanece na vida dos fãs.


Fonte: lagoadobarro
Editor: Francisco Alves


Tópicos: John Lennon, 73 anos, artista, famoso, Beatles

Avaliação:

publicidade