Últimas Notícias

Publicada em 14/02/2016 - 23h57
Por Francisco Alves

Governo do Piauí autoriza apenas a recuperação primaria da PI-120

Mais um ano se passou e mais uma vez a importância de um asfalto nessa Rodovia é ignorando por parte do Governo do Estado.


publicidade


Imagem: Francisco Alves/PortalSamita Governo do Piauí autoriza apenas a recuperação primaria da PI-120 Rodovia PI-120 ainda é um sonho

O tão sonhado asfalto da Rodovia PI-120 que liga os municípios de São Miguel do Tapuio e Pimenteiras, é mais uma vez ignorado pelo Governo do Estado. Assim como o governo de Wilson Martins, o governador Wellington Dias autorizou apenas a recuperação primária, uma forma de atrasar mais ainda o sonho da população de um asfalto de verdade.

De acordo com o aviso de Homologação datado de 10 de dezembro de 2015, desta vez a obra custará aos cofres públicos o valor de R$ 539.725,95 (quinhentos e trinta e nove mil setecentos e vinte e cinco reais e noventa e cinco centavos), tendo como executora a empresa F.C LEITE MELO E CIA LTDA, empresa declarada vencedora do processo licitatório.

» Curta nossa Fanpage no Facebook

» Siga-nos também no Twitter

Além de ligar os municípios da região centro norte do estado aos municípios da região sul do Piauí, a Rodovia PI-120 melhora o acesso aos povoados, Coqueiro, Mato Escuro, Jenipapeiro, Vitória, Brejo da Onça, Brejo Grande e Mendes, todos pertencentes ao município de São Miguel do Tapuio.

A recuperação primária que será coordenada pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí (DER/PI) é necessária, mas não resolve o problema, haja vista que grandes ondulações aparecem rapidamente, atrapalhando o trafego de veículos na região. Resumindo, os serviços de recuperação são obras paliativas, projetos descabidos que envergonham até mesmo a população. 

DILEMA ANTIGO

Em 14 de junho de 2013, durante solenidade de inauguração de obras na cidade de Pimenteiras, localizada a 253 km de Teresina, o então governo na época Wilson Martins (foto), assinou na frente da platéia a autorização do processo licitatório para execução dos serviços de restauração asfáltica da rodovia PI-120, no trecho de 80 km.

Quando no final do ano de 2013, Wilson Martins, investiu R$ 1.531.300,00 (Um milhão, Quinhentos e trinta e um mil trezentos reais), apenas com serviços de recuperação em revestimento primário. Recuperação essa que durou pouco tempo para criar grandes ondulações, conhecidas como “costelas de vaca".

Dia 17 de março de 2014, Wilson Martins estava novamente na cidade de São Miguel do Tapuio, e durante solenidade de inauguração de obras ele fez mais uma vez a sua promessa, ao assinar uma autorização para que o Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER/PI) fizesse a readequação do processo licitatório do projeto para pavimentação asfáltica da Rodovia PI-120. Na oportunidade o povo todo aplaudiu, mas ficou apenas no papel nos olhos dos que estavam presentes.

REFRESCO DO OUTRO LADO

O governador Wellington Dias quando era apenas candidato ao governo do estado do Piauí, durante comício realizado em 28 de setembro de 2014, na cidade de São Miguel do Tapuio, prometeu diante do seu grupo político e de eleitores, a construção do asfalto da PI-120, ligando São Miguel do Tapuio a Pimenteiras. Agora vem apenas com a recuperação primária, uma forma de atrasar o sonho da população. Mesmo assim tá valendo, pois a restauração com malha asfáltica foi apenas uma promessa de campanha, e que talvez nunca seja cumprida.


Fonte: Da Redação
Editor: Francisco Alves


Tópicos: estrada, PI-120, brejo da onca, governo, recuperação

Avaliação:

publicidade



Comentários

  1. Fabio Lima - Porto Alegre/PI
    24/02/2016 às 14:24h
    É de grande beneficio o asfaltamento dessa rodovia, pois facilita o escoamento de produtos e o ingresso de pessoas dos municipios vizinhos em épocas de festejo. E enquanto houver eleitor fanático que é capaz de dá sua vida por politicagem sem terá esse descaso com a população, pois não há melhora se não houver a cobrança o eleitorado de São Miguel do Tapuio de de Pimenteiras precisam abrir seus olhos e pensar muito antes de dar seu voto. O eleitor tem que cobrar de seus representes melhorias constantes nos serviços públicos básicos como, moradia, saneamento, saúde, educação e transporte.
  2. Orisvaldo Veloso - Brasília/DF
    15/02/2016 às 13:53h
    Muito lamentável caro Francisco, conheço quase todos os municípios do nosso Estado e a maioria das estradas são interligadas com asfalto, infelizmente falta uma representação política de peso nos dois municípios. É fácil de se resolver, basta que os eleitores dos dois municípios não votem para os Governos Federal e Estadual, Senador, Deputados e, até mesmo para Prefeito e Vereadores, pois realmente é uma vergonha a classe política de hoje, só prometem e nada fazem.